quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Fernando Grella assume Secretaria da Segurança Pública

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com

Ferreira Pinto deu boas-vindas ao novo secretário
Ferreira Pinto deu boas-vindas ao novo secretário

“O tempo é de trabalho, de muito trabalho”. Assim o novo secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, definiu os desafios que encontrará à frente da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo. Grella tomou posse na manhã de hoje (22) durante solenidade no Palácio dos Bandeirantes, no Morumbi, zona sul da capital. O cargo era ocupado desde março de 2009 por Antônio Ferreira Pinto.  
“Convido todos a fazermos juntos um amplo trabalho de aperfeiçoamento do programa de segurança pública, já em curso, que produziu resultados altamente positivos na última década”, disse o secretário durante seu discurso de posse. 
Antes de se tornar secretário, Grella acumulou a experiência de quase três décadas no Ministério Público, onde foi promotor, procurador e procurador-geral de Justiça por dois mandatos. 
O governador Geraldo Alckmin deu boas-vindas ao novo titular da pasta.  “Hoje, novos desafios lhe estão sendo apresentados e eu não tenho dúvidas de que está plenamente capacitado para enfrentá-los”, afirmou.
Combate ao crime 
O secretário destacou a importância da profissão policial e afirmou que dará continuidade ao combate contra o crime organizado. “O policial simboliza o Estado 24 horas por dia e 7 dias por semana. Os investimentos, a constante capacitação dos nossos profissionais, a valorização das carreiras policiais e o enfrentamento destemido da violência terão continuidade”. 
De acordo com o novo secretário, a integração das polícias e a participação da sociedade civil serão seus aliados na permanência em sua missão dentro da pasta.
Grella afirmou que tem como objetivo manter a segurança pública no rol das políticas públicas, promovendo a cidadania e combatendo o crime e a violência. “O crime organizado não respeita fronteiras e ataca pelas costas de forma covarde. A única forma de combate-lo é com planejamento e inteligência”, concluiu.
Alckmin e Grella parabenizaram o ex-secretário Antonio Ferreira Pinto pelo trabalho à frente das secretarias de Administração Penitenciária e Segurança Pública nos últimos seis anos.
Durante seu discurso de despedida, Ferreira Pinto comentou importância do cargo que o amigo Fernando Grella empossou. “A porta do gabinete da SSP é muito estreita. Poucos têm o privilégio de entrar, mas é suficientemente alta para sair de cabeça erguida”.
Histórico 
Fernando Grella Vieira se formou bacharel em ciências jurídicas e sociais pela Faculdade de Direito da PUC de Campinas, em 1979.  
Começou a carreira no Governo quando foi aprovado em concursos públicos para se tornar procurador da Fazenda Nacional e procurador do Estado de São Paulo. Atuou neste último cargo entre dezembro de 1981 a maio de 1984, e saiu para entrar no Ministério Público do Estado de São Paulo.  
Lá, foi nomeado para promotor de Justiça substituto da Circunscrição Judiciária de Campinas. Mais tarde, foi transferido para a Capital, onde atuou nas Equipes de Repressão a Estelionato e outras Fraudes, Repressão a Delitos Diversos, Repressão a Roubos, e no Núcleo de Controle e Regularização do Parcelamento do Solo Urbano, recém criado na época.  
Sua trajetória não parou por aí. Na Promotoria de Mandados de Segurança e Ações Populares se tornou titular e integrou a Assessoria Jurídica do Procurador-Geral de Justiça entre 1992 e 1996. Como procurador de Justiça, trabalhou na Procuradoria de Habeas Corpus e compôs a Procuradoria de Justiça Cível, da qual foi secretário executivo.  
Nos anos de 2002 e 2003 foi eleito para atuar no Conselho Superior do Ministério Público do Estado de São Paulo. Foi 2º secretário da Associação Paulista do Ministério Público (APMP) nos anos de 1991 e 1992 e eleito 1º vice-presidente para o período de 2006 a 2008.  
Atuou por vários anos na Associação Nacional dos Membros do Ministério Público – CONAMP (antiga Confederação Nacional do Ministério). Na entidade, foi secretário-geral de 2001 a 2002. Nos dois anos seguintes, colaborou como assessor da Presidência.  
Foi membro suplente, porém participante, do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República, nos dois primeiros anos de sua instalação (2003/2004). Passou pelas salas de aula exercendo magistério nas disciplinas de Instituições de Direito e Direito Administrativo e possui artigos e trabalhos publicados.  
Em 2008, foi eleito procurador-geral de Justiça do Estado de São Paulo por dois anos, estendendo seu mandato por mais dois, até 2012. 

Fontes: Secretaria de Segurança Publica do Estado de São Paulo | Kauê Pallone

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Corpo de Bombeiros de São Paulo realiza homenagem da Campanha Bombeiro Sangue Bom.

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com
Fotos: Cb PM Alex Rodrigues/ Comando do Bombeiros SP
O Comando do Corpo de Bombeiros de São Paulo realizou ontem 07 de Novembro, homenagem a pessoas e instituições que ajudaram na 9ª Campanha Bombeiro Sangue Bom, que foi realizado no mês de Julho em comemoração ao Dia do Bombeiro Brasileiro. Conseguiu arredacar numero recorde de doações 25.870 bolsas de sangue



“Doar sangue é um ato de 
amor. Ficamos extremamente gratos pela iniciativa que começou tímida em 2004. Naquele ano, conseguimos arrecadar 401 bolsas; no segundo ano chegou à casa de 500. Em nove anos de campanha arrecadamos 150 mil bolsas que têm salvado vidas em momentos críticos. Neste ano, conseguimos 25 mil bolsas. Agora, lançamos o desafio para a corporação: 40 mil bolsas em 2013”, comemora Jorge Crivoi, da Fundação Pró-Sangue.

Para conseguir chamar atenção da população as unidade do Corpo de Bombeiros atuaram em varias frentes. Também usaram campanhas na mídia como televisão, radio, jornais e parceria com iniciativa privada. “Alguns batalhões realizaram campanhas em  shopping centers, o que facilitou a adesão da população”, informa o coronel PM Marco Aurélio, comandante do Corpo de Bombeiros do interior.


“O resultado é motivo de orgulho para nossa instituição. Resgatamos 300 mil pessoas vítimas de desastres e é difícil verificar que os estoques de sangue nos hemocentros ficam, praticamente, zerados durante 
determinados períodos do ano. Por isso, a 
importância da iniciativa”, salienta o coronel PM Reginaldo Repulho, comandante do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

Foram homenageados os Grupamentos de Bombeiros (GB) que tiveram o maior de doações. Em 3º lugar ficou o 13ºGB de São José do Rio Preto, o que comanda nossa região com 3357 doações 775,29%, em 2º lugar foi o 20ºGB de Araçatuba com 3668 doações 8274,45% e em 1º lugar foi o 9ºGB de Riberão Preto com 7019 doações 1438,32% e recebeu um trofeu.


“Nossa região possui muitas usinas de cana-de-açúcar, falamos com os operários 
sobre a importância da doação. Além disso, criamos alguns  spots para televisão e rádio 
de 30 segundos, que foram apresentados nas filiais da Rede Globo e Record. Outro parceiro importante para o sucesso da campanha foi a adesão da Igreja Adventista, que liberou a veiculação da campanha no seu canal 
fechado”, diz o tenente-coronel PM Paulo 
César Berto, comandante do 13º GB de São 
José do Rio Preto.  


Também foi homenageado o Programa Jornalistico da TV GLOBO o Bom Dia SP, que realiza a cobertura de divulgação desde da primeira edição.


Representante da Rede Globo recebendo a homenagem
 Todo ano o Corpo de Bombeiros da Policia Militar do Estado de São Paulo (CBPMESP), realiza esta campanha para comemorar o Dia do Bombeiro Brasileiro e também aumentar o estoque de bolsas de sangues nos hemocentros de todos o estado, a campanha se realiza em todas as unidades do Corpo de Bombeiros de São Paulo. 


Como ser um sangue bom
•  Para ser doador basta estar em boas condições de saúde, alimentado, ter entre 16 e 
67 anos e pesar mais de 50 quilos
•  Os médicos recomendam evitar alimentos gordurosos 4 horas antes de doar e bebidas 
alcoólicas, 12 horas antes
•  Quem estiver gripado deve esperar uma semana. Gestantes só podem doar sangue 
três meses depois do parto; pessoas que fizeram tatuagem, um ano
•  Não podem participar da doação pessoas que tiveram hepatites B, C e D após os dez 
anos de idade, doença de Chagas, malária ou que usem drogas injetáveis
•  Cada doação leva dez minutos e permite salvar até três vidas

Fontes: Corpo de Bombeiros de São Paulo, Bom Dia SP e Diario Oficial do Estado de São Paulo

Futuro comandante da Esquadrilha da Fumaça conclui formação de líder

Renan Contrera 
renancontrera@hotmail.com
Fotos: Ten Cocate

Na manhã do dia 30 de Outubro, o Tenente-Coronel Aviador Marcelo Gobett Cardoso fez seu primeiro voo solo com sete aeronaves, isto é, voou sozinho no avião número 1, liderando a formação completa da Fumaça. Esta é a conclusão do “Curso de Formação de Líder de Esquadrão em Demonstração Aérea”, que abrange 49 missões, com duração aproximada de 3 meses. “É uma responsabilidade muito grande a condução de uma demonstração. É um desafio facilitar o trabalho dos alas (outras aeronaves da formação), ao mesmo tempo que se busca atingir a beleza das manobras, a harmonia do conjunto e a segurança da demonstração”.
Com o voo solo, o curso de formação do Ten Cel Av Gobett foi concluído, e nosso futuro líder deverá assumir o comando do EDA a partir do mês de dezembro, em cerimônia com data ainda a ser definida. Para ele, mesmo depois de ter feito o curso, o dia a dia do comando é que irá lhe proporcionar mais treinamento, experiência, aprimoramento e excelência nas manobras e nas demonstrações.
Tenente-Coronel Aviador Gobett

FAB inicia traslado de militares para o Haiti

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com
Foto: Agencia Força Aérea 

  A Força Aérea Brasileira (FAB) iniciou no domingo (4/11) uma série de missões de traslado de militares para a substituição do atual contingente que integra a Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (MINUSTAH). Uma aeronave KC 137 (Boeing) do Segundo Esquadrão do Segundo Grupo de Transporte (2/2 GT), Esquadrão Corsário, decolou da Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro, com 48 militares do Exército Brasileiro, da Marinha do Brasil e da Aeronáutica.
“No total serão dez missões, sendo que a última está prevista para o dia 3 de dezembro”, explica o Major Aviador Washington de Souza, comandante da aeronave.
No itinerário rumo a Porto Príncipe, capital haitiana, a aeronave fez uma parada na Base Aérea de Natal (BANT), onde houve o embarque de mais 82 militares. A chegada deste primeiro contingente está prevista para esta segunda-feira (5/11).
No próximo dia 10 de novembro, um pelotão de Infantaria da Aeronáutica (PINFA 17) também embarca para o Haiti. O efetivo é composto por 27 militares das Guarnições de Aeronáutica de Salvador, Natal, Recife e Fortaleza. 
O PINFA 17 é o quarto contingente da Aeronáutica a integrar a MINUSTAH. O primeiro foi composto por militares do BINFAE-RF e de unidades de Infantaria das Bases Aéreas de Fortaleza e Natal e do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno, enviado ao Haiti em fevereiro de 2011. O segundo Pelotão da Aeronáutica a fazer parte da MINUSTAH foi formado por militares do Batalhão de Infantaria de Aeronáutica Especial de Manaus (BINFAE-MN). O pelotão do BINFAE-BR, que permanece no Haiti até o dia 14 de novembro, foi o terceiro contingente de Infantaria da Aeronáutica a participar dessa missão de paz.
Fonte: Agência Força Aérea

CRUZEX C2 2012 - Começa em Natal (RN) simulação de guerra com a participação de 13 países

Renan Contrera 
renancontrera@hotmail.com


De hoje até o dia 16 de novembro, a Base Aérea de Natal recebe 280 militares de 13 países para o maior exercício de guerra aérea simulada da América Latina, a CRUZEX C2 2012. No mundo virtual, isso significa que nas duas próximas semanas a área entre Natal (RN) e Fortaleza (CE) será uma arena de combate com tudo o que uma guerra envolve, como aviões de combate, cercos, refugiados e até ameaça nuclear.
Fotos: Agencia Força Aérea/Cb V. Santos 


Tudo, no entanto, vai acontecer só na tela do computador. Na realidade, neste ano a CRUZEX não irá empregar nenhuma aeronave de forma real. O objetivo agora é focar o exercício no Comando e Controle - daí a sigla C2 -, isto é, treinar os Comandantes nas tomadas de decisão necessárias em situações de conflito. Além dos brasileiros, militares da Argentina, Canadá, Chile, Equador, Estados Unidos, França, Reino Unido, Peru, Portugal, Suécia, Uruguai e Venezuela vão pensar, planejar e discutir missões como se estivessem em uma coalizão do modelo empregado Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) em conflitos internacionais.

Esta será a CRUZEX com a maior quantidade de países participantes. Canadá, Reino Unido e Suécia participam do exercício pela primeira vez. “A CRUZEX coloca o Brasil numa posição de liderança militar na América do Sul. Na prática, a vinda da forças aéreas estrangeiras é uma prova do profissionalismo observado desde as últimas edições da CRUZEX. Além disso, é uma importante oportunidade de compartilhar conhecimentos entre os participantes”, afirma o Major Brigadeiro Antônio Carlos Egito, Diretor do Exercício.

Treinamento para Comandantes
Esta é a sexta edição do exercício. A primeira aconteceu em 2002, na região Sul e a terceira, em 2006, no Centro-Oeste. Natal foi sede da CRUZEX em 2004, 2008 e 2010. Todas as edições anteriores tiveram participação de aeronaves brasileiras e estrangeiras. A previsão é de que posteriormente a FAB organize um outro exercício voltado para o treinamento dos pilotos, com a presença dos aviões de caça. A ideia é seguir o modelo empregado por outros países, como os Estados Unidos, que realiza a Red Flag, com aeronaves, e a Blue Flag, exclusivamente de Comando e Controle. 
Ao contrário do que pode parecer, no entanto, esse novo modelo de CRUZEX, sem participação de aeronaves e totalmente simulada, proporciona melhores condições de treinamento. “No modelo virtual não há limite de meios. Ou seja, é possível colocar um número praticamente ilimitado de aeronaves voando. Isso torna o exercício muito mais flexível, trazendo novos desafios para as equipes de C2”, explica o Major Brigadeiro Egito. As ações de comando envolvem desde a inteligência até a escolha de alvos e armamentos de acordo com necessidades estratégicas e regras do Direito Internacional de Conflitos Armados.
A guerra aérea simulada acontece a partir de um conflito fictício envolvendo a invasão do país Amarelo por tropas do país Vermelho e a posterior intervenção de uma coalizão liderada pelo país Azul. As forças aéreas aliadas têm que operar de forma coordenada, como em missões autorizadas pelas Nações Unidas. Desde as reuniões de planejamento até a discussão dos resultados de cada missão, a CRUZEX é conduzida de acordo com procedimentos adotados pela OTAN. O cenário criado é muito parecido com conflitos recentes, como os que aconteceram nos Balcãs, Oriente Médio e Líbia, que contaram com participações dos Estados Unidos, França, Canadá e Suécia, países que agora treinam lado a lado com o Brasil e nações da América do Sul.


Fonte: Agência Força Aérea

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Corpo de Bombeiros atendeu 20 ocorrência neste final de semana.

Renan Contrera 
renacontrera@hotmail.com

O Corpo de Bombeiros de Tanabi atendeu neste final de semana 20 ocorrências. Sendo 03 Acidente de Trânsito, 08 Resgate, 02 Incêndios, 05 Salvamentos, 02 Vistorias. E tendo uma ocorrência de destaque.
                                    Foto: Alberto Takaoka 
Veja os Bomeiros em atendimento a vitima.*
No dia 02 de Novembro (sexta-feira), por volta das 21h25 na Vicinal Isidoro Saran (proximo a Nação Moveis). Pelo local houve um acidente de trânsito, envolvendo uma motoe uma Van. Com a chegada dos Bombeiros de Tanabi a vitima Antonio Luan Rodrigues, ja havia sido socorrido pelo SAMU de Tanabi ate a Santa Casa de Tanabi. A vitima não resistiu aos ferimentos. O Corpo de Bombeiros de Tanabi não tem informações sobre as causas do acidente.

O Corpo de Bombeiros de Tanabi deseja a todos que tenham uma boa semana e que Deus protejam todos.

1º Sgt PM De Oliveira
Cmt dos Bombeiros de Tanabi

* As notas do Corpo de Bombeiros quando não tiverem foto será postada na matéria foto do Alberto Takaoka, grande fotografo que acompanha os Bombeiros de São Paulo em diversas ocorrêncais. Nos do blog temos autorização do Alberto Takaoka para postar as fotos com os creditos. Agradecemos ao Alberto Takaoka pela sua grande ajuda a partir de agora.