terça-feira, 24 de junho de 2014

Exército recebe primeiro lote das viaturas ASTROS 2020

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com.br

O Exército Brasileiro (EB) passou a contar desde do inicio deste més com uma nova geração de equipamentos que aumentará o poder de dissuasão da Força Terrestre. São as viaturas ASTROS 2020, cujo primeiro lote, com nove unidades, foi entregue na sede do 6º Grupo de Lançadores Múltiplos de Foguetes (GLMF), em Formosa (GO), a 70 km da capital federal.

Fotos: Jorge Cardoso
A cerimônia de entrega foi presidida pelo ministro da Defesa, Celso Amorim. Os novos equipamentos (versão MK-6) foram desenvolvidos por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), reafirmando o compromisso do governo federal de prover às Forças Armadas meios de dissuasão para a defesa dos interesses nacionais e da soberania do país.

O Projeto Estratégico do Exército (PEE) ASTROS 2020 é um sistema de apoio de fogo de longe alcance e com elevada precisão. No âmbito do PEE também está sendo desenvolvido um míssil tático de cruzeiro – com 300 km de alcance - e um foguete guiado, além da implantação do Forte Santa Bárbara na sede do 6º GLMF.

Entre as nove viaturas entregues ao Exército no inicio de junho, seis são do tipo Lançadora Múltipla Universal; uma remuniciadora; uma Posto de Comando e Controle; e uma Posto Meteorológico. Até o final de 2018, serão entregues 50 viaturas ASTROS 2020. A previsão de investimentos pelo PAC para o projeto ASTROS 2020 neste ano é da ordem de  R$ 300 milhões.Até o momento, dois terços deste total já foram repassados.  

O Sistema ASTROS 2020 foi concebido pela Avibras, empresa 100% brasileira, sediada em São José dos Campos (SP). O ASTROS 2020 tem capacidade para disparar 190 foguetes em 16 segundos. Ele é composto de foguetes SS 60, SS 40 e SS 30. O equipamento já é exportado para países do Sudeste Asiático e do Oriente Médio.

Indústria

Na solenidade de entrega, o ministro Amorim declarou que o país se sente orgulhoso com a capacidade de produzir seus próprios meios de proteção.  “Um dos grandes objetivos da Estratégia Nacional de Defesa (END) é o desenvolvimento da indústria. Nós protegemos e ajudamos no crescimento do país”, destacou.


Ainda estiveram presentes à solenidade o comandante do Exército, general Enzo Martins Peri, o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, general José Carlos De Nardi, além de autoridades civis e militares e representantes de países amigos. Os convidados assistiram ao disparo de foguetes que percorreram uma distância de 32 quilômetros dentro do Centro de Instrução de Formosa.

Empregos

A implantação do Forte Santa Bárbara – padroeira da artilharia - vai resultar na oferta de três mil empregos nas regiões de Formosa e do Distrito Federal, incrementando os setores de comércio e serviços. 

Está prevista a instalação de 600 militares na cidade para trabalhar no complexo da artilharia. A iniciativa vai estimular instituições de ensino voltadas ao estudo de engenharia nas áreas de mísseis, foguetes, guiamento eletrônico, telemetria, química, blindagem e tecnologia da informação. 

Quando estiver concluído em 2018, o Forte Santa Bárbara reunirá duas unidades de mísseis e foguetes, bateria de busca de alvos, um centro de logística , um centro de instrução de artilharia e uma base de administração. Na área urbana da cidade de Formosa serão construídas unidades habitacionais para abrigar os militares e seus familiares.


Fonte: Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa

Prazo para alistamento acaba no próximo dia 30/06

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com.br

O prazo para o alistamento militar de 2014 acaba na próxima segunda-feira (30/06). Jovens do sexo masculino que completam 18 anos neste ano devem procurar a Junta de Serviço Militar mais próxima da sua casa, levando certidão de nascimento ou outro documento (RG, carteiras de motorista ou de trabalho), comprovante de residência e uma foto recente (tamanho 3x4). Caso esteja residindo fora do País, o candidato deverá procurar os consulados ou as embaixadas do Brasil.
                                                                                  Foto: Jorge Cardoso
Os jovens que forem selecionados poderão servir a uma das três Forças Armadas- Marinha, Exército e Aeronáutica - a partir de 2015. 

Em 2013, mais de 2 milhões de jovens se alistaram nas juntas de todo o país e cerca de 92 mil deles foram incorporados pelas Forças Armadas.
Conforme estabelece a Constituição Federal, o alistamento é obrigatório e aqueles que não comparecerem ficarão impedidos de tirar passaporte ou assumir cargos no serviço público. 

O jovem em situação irregular com o Serviço Militar também fica impedido de prestar vestibular ou se matricular em qualquer estabelecimento de ensino, além de estar sujeito ao pagamento de multa - cujo valor varia de acordo com a quantidade de dias em que o candidato deixou de se alistar.
Aqueles que perderem o prazo de alistamento (2 de janeiro a 30 de junho de 2014) só poderão participar da seleção em 2015, com possibilidade de serem incorporados apenas em 2016.


Confira os locais das Juntas.

Tire suas dúvidas acerca do Serviço Militar.

Fonte: Ministerio da Defesa

Esquadrilha da Fumaça anuncia dois novos pilotos para sua equipe

Renan Contrera
renancotrera@hotmail.com.br
Fotos: Ten Cocate e SO Queróis
O Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA) divulgou o nome de dois novos pilotos para sua equipe, a partir de 2015, na manhã do dia 18 de junho. Durante um voo de instrução para Cadetes da Academia da Força Aérea (AFA), em uma formatura de quatro aeronaves T-27 Tucano, o Capitão Cléryson Wander Texeira e o Tenente Lucas Pacheco Yoshida foram surpreendidos com a interceptação de dois A-29 Super Tucano da Esquadrilha. A notícia foi anunciada pelos pilotos da Fumaça por meio da fonia do avião.
No hangar do EDA, a equipe estava ouvindo o anúncio ao lado do Comandante da AFA, Brigadeiro do Ar Carlos Eduardo da Costa Almeida, que também se comunicou com ambos, informando que todos estavam na pista os esperando para parabenizá-los. Quando as aeronaves pousaram, os pilotos receberam a homenagem. “Chegaram a hora de vocês, que são militares exímios e merecem essa aprovação, pelo bom trabalho que realizam na AFA”, ressaltou o Brigadeiro.
Muito emocionado, Capitão Wander salientou que já tinha o desejo de fazer parte do EDA há muito tempo. “Desde que comecei a trabalhar na AFA há seis anos, eu já sonhava com esse momento. Não tenho palavras para agradecer a confiança que tiveram em mim. Já tive a oportunidade de pilotar o avião de apoio, C-95 Bandeirantes, na missão da Esquadrilha para o Uruguai, em março de 2013, e ali tive a certeza de que queria entrar para o grupo um dia”. Nascido em Ipatinga (MG), o Capitão Wander trabalha, atualmente, como Assistente do Comandante da AFA.
O Tenente Yoshida, de Votuporanga (SP), que exerce a função de Chefe da Subseção de Instrução do 1º Esquadrão de Instrução Aérea da AFA desde o início deste ano, ressaltou que foi surpreendido com a notícia. “Eu realmente não estava esperando ser interceptado pelas aeronaves da Fumaça. Fiquei muito feliz com a notícia que chegou pela fonia do avião. Agradeço a cada um da equipe que confiou no meu trabalho e pretendo atender às expectativas depositadas em mim”.
Ambos completam o time de pilotos do EDA no momento em que dois aviadores veteranos se despedem da Fumaça por estarem em seu último ano: o Major Iramar Renó Faria e o Major Marcelo Franklin Rodrigues. Piloto da posição de número 4, Ferrolho, Major Renó integrou a Esquadrilha em 2009 e é Chefe da Seção de Comunicação Social. Já o Major Franklin, que já atuou como Ala Direita e, atualmente, voa na posição de número 7, está há seis anos no Esquadrão e é o Chefe da Subseção de Planejamento, Controle e Estatística, da seção de Operações.   
Esquadrilha intercepta aeronaves T-27 Tucano pilotadas pelos novos integrantes da Fumaça
Equipe ouve o anúncio de novos pilotos da Fumaça pela fonia
Equipes da Fumaça e da AFA aguardam os novos pilotos do Esquadrão pousarem suas aeronaves
Aeronaves da Fumaça se preparam para pousar em frente ao hangar do Esquadrão
Capitão Wander, novo piloto da Fumaça, é recebido pelos Comandantes da AFA e da Fumaça
Comandante da AFA, Brig Carlos Eduardo, parabeniza Ten Yoshida
Equipes da Fumaça e da AFA parabenizam Capitão Wander pelo anúncio
Ten Yoshida é cumprimentado por piloto da Fumaça
Equipes da AFA e da Esquadrilha da Fumaça

Comandante da Fumaça, TCel Gobett, dá boas-vindas aos novos pilotos do Esquadrão
Pilotos da Fumaça que fizeram a interceptação, Maj Escobar e Cap Garcia, ao lado dos novos pilotos
  
Equipe que esteve presente na interceptação das aeronaves da Fumaça
Equipes da Esquadrilha da Fumaça e da AFA

sábado, 14 de junho de 2014

CIDADE EM LUTO - Tres jovens morrem em acidente de transito em rodovia que liga Tanabi a Monte Aprezivel.

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com.br
Foto:Gabriel Siqueira/Diarioweb
Tanabi no final da noite do dia 13 de junho ficou triste ao perder trés jovens em um trágico acidente entre o carro que eles estavam e uma carreta que trafegava na rodovia Dep Bady Bassitt que liga Tanabi a Monte Aprazível, os jovens estavam voltando de um evento no município de Monte Aprazível próximo a uma escola que fica as margens da rodovia colidiram com a carreta ao tentarem ultrapassar.


O Corpo de Bombeiros de Tanabi foi acionado mas chegando no local os jovens já estava sem vida. R.M de 23 anos que no próximo dia 21 de junho iria completar 24 anos que estava conduzindo foi realizar uma ultrapassagem e colidiram na carreta.

Os jovens R.M 17 anos, H.G.B  18 anos, J.V.P 18 anos. Os corpos estão no IML de São José do Rio Preto para a realização da perícia. 

Esta rodovia é pista unica, tem um grande trafego de caminhões e com evento em outro municipio ainda aumenta o numero de veiculos na rodovia. Tem que esta com muita atenção ao conduzirem na rodovia.

NOTA DA REDAÇÃO 

Nos do blog noticiamos ao vivo pela fan page, só apenas informamos, nunca partiu de nos a intenção de usar acidentes, incêndios ou outros tipos de ocorrência para nos engrandecer e sim informar.
O blog foi criado com a intenção de informar sobre os atendimento, e ocorrências atendidos pelo Corpo de Bombeiros, Policia Militar e demais.
E queremos levar mais noticias sobre Tanabi e região mas precisamos de recursos, mas em breve estaremos fazendo isso.

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Sala master vai monitorar movimentos aéreos durante o Mundial

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com.br


A sala master de comando e controle, ativada nesta quinta-feira (05/06) no Rio de Janeiro, vai coordenar as demandas de tráfego aéreo da Copa do Mundo de 2014 para evitar impacto na rotina da aviação civil brasileira. A estrutura está organizada  dentro do Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), unidade do Comando da Aeronáutica responsável pelo gerenciamento de todos os voos dentro da área de controle do espaço aéreo brasileiro.
Ao conhecer a estrutura da sala master, ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Moreira Franco, destacou o trabalho conjunto das instituições, a preparação dos envolvidos e o planejamento da Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias (Conaero) para o atendimento da demanda do tráfego aéreo no período da Copa.
O papel dos 17 órgãos governamentais e entidades do setor aéreo, que vão trabalhar em esquema de plantão 24 horas até o dia 20 de julho, é concentrar informações aeronáuticas, coordenar ações e tomar decisões de maneira rápida e ágil. A atenção dos 28 profissionais estará voltada para os aeroportos das cidades-sede dos jogos, aeroportos das cidades onde há centros de treinamento, movimentação de delegações e chefes de estado. Eles também vão monitorar meteorologia, coordenação de slots e gerenciamento de pátio para o estacionamento da aviação geral, que abrange os jatos executivos.
São esperados 108 mil voos para os dias dos jogos em 90 aeroportos brasileiros. O número de vagas para estacionamento de aeronaves, cerca de três mil em todo o país, foram mapeados antecipadamente e coordenados de acordo com as reservas de slots.
De acordo com o Chefe do Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), Coronel-Aviador Ary Rodrigues Bertolino, a experiência bem sucedida da ativação da sala master em eventos anteriores, como a Rio+20, a Copa das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude, incentivou a ampliação do número de órgãos envolvidos, que passou de oito em 2012, na primeira ativação, para 28 profissionais em 2014. O modelo também deve ser usado durante as Olimpíadas de 2016.
A estrutura foi ativada para que as movimentações aéreas relativas ao evento Copa do Mundo, como a chegada das autoridades e das delegações, não interfiram no dia a dia da movimentação dos aeroportos brasileiros, e para garantir a segurança de voo de usuários nacionais e visitantes”, afirmou o chefe do CGNA. 
Nos telões da sala são exibidas informações meteorológicas, situação dos pousos e decolagens, fluxo de tráfegos aéreos e situação dos pátios de estacionamento. Os profissionais têm à disposição o software SIGMA (Sistema Integrado de Gerenciamento de Movimentos Aéreos), além de programas específicos que atendem a cada instituição envolvida.
Na sala, serão realizadas videoconferências diárias com todos os países da América do Sul para informar quais são aeronaves da aviação geral (executiva) estão autorizadas a decolar desses locais com destino ao Brasil. A medida prevê garantir que apenas tráfegos que estejam com slots previamente reservados possam entrar no espaço aéreo. Nos dias dos jogos, também serão realizadas videoconferências com as autoridades das cidades-sede para coordenar os tráfegos na região.
Os telões exibem informações em tempo real em detalhes sobre a situação das pistas, pátio e terminais dos aeroportos das cidades-sede, bem como visualizações dos radares com as respectivas informações de voo e o posicionamento de aeronaves no espaço aéreo dessas regiões.
Participantes - Pela primeira vez, participam da sala master empresas de serviços auxiliares de transporte aéreo (apoio em solo), a IATA (International Air Transport Association) – representando 49 empresas aéreas internacionais, empresas de aviação executiva e administradores dos aeroportos de Guarulhos (SP), Brasília (DF), Campinas (SP) e São Gonçalo do Amarante (RN).Também integram o grupo, órgãos do Comando da Aeronáutica, Secretaria de Aviação Civil (SAC), Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), Comitê Organizador Local (COL), Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (INFRAERO), Polícia Federal, Receita Federal, Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (VIGIAGRO), Petrobras, Ministério de Relações Exteriores e Instituto Brasileiro do Meio  Ambiente e dos Recursos Renováveis (IBAMA).

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Solenidade marca início das entregas dos Mísseis RBS 70 e dos Sistemas GEPARD 1A2 ao Exército Brasileiro

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com.br

No dia 30 de maio, a Escola de Artilharia de Costa e Antiaérea (EsACosAAe) recebeu solenemente as primeiras unidades dos Sistemas de Mísseis telecomandados RBS 70 e as viaturas de combate blindadas GEPARD 1A2. Os materiais, direcionados à EsACosAAe e aos Grupos e Baterias de Artilharia Antiaérea, fazem parte do Projeto Estratégico do Exército Defesa Antiaérea (PEE DAAe).
Conforme destacou o Chefe do Estado-Maior do Exército, General de Exército Adhemar da Costa Machado Filho, durante suas palavras na EsACosAAe, essas aquisições tecnológicas prometem trazer transformações ao Exército Brasileiro, pois representam o início de uma nova Era de Conhecimento e Informação.
Durante o evento, militares fizeram demonstrações com os novos equipamentos. Produzidos pela empresa sueca SAAB, os mísseis antiaéreos portáteis de baixa altura RBS 70 possuem eficiente sistema de guiamento por facho laser, o que torna a sua trajetória imune a interferências externas. Já os sistemas antiaéreos de baixa altura GEPARD 1A2, montados pela alemã KMW, são constituídos de carros dotados de dois canhões antiaéreos Oerlikon de 35mm, com capacidade de alcance de 5.500m e uma elevada cadência de tiro.
De acordo com o Gerente do PEE DAAe, General de Brigada Márcio Roland Heise, "a previsão é de que, até 2030, essa fase de entrega dos materiais seja concluída. Com o PEE DAAe, estamos empenhados em proteger estruturas estratégicas terrestres brasileiras, em incentivar a aquisição de novos meios, recuperar os já existentes e desenvolver itens específicos pelo fomento à Indústria Nacional de Defesa".